Todos

Novembro, 9 – Resenha

Esse foi o primeiro livro que li da Colleen Hoover, e quando eu procurei por esse livro eu já sabia que não era um daqueles romances onde temos uma história linear e tudo sai perfeito. Eu podia sentir tocando no livro que muita bagunça emocional estavam por vir. Então eu comecei a ler e foi ai quando eu comecei temer. Oh não. Lá estava eu apaixonada por Ben.

Você jamais conseguirá se encontrar enquanto estiver perdida em outra pessoa.

Autora número 1 da lista do New York Times retorna com uma história de amor inesquecível entre um aspirante a escritor e sua musa improvável.

Fallon conhece Ben, um jovem escritor, no dia da sua mudança para Nova York. A química instantânea faz com que passem o dia inteiro juntos – a vida atribulada de Fallon se torna uma grande inspiração para o romance que Ben pretende escrever. A mudança de Fallon é inevitável, mas eles prometem se encontrar todo ano, sempre no mesmo dia. Até que Fallon começa a suspeitar que o conto de fadas do qual faz parte pode ser uma fabricação de Ben em nome do enredo perfeito. 

Fallon meets Ben, an aspiring novelist, the day before her scheduled cross-country move. Their untimely attraction leads them to spend Fallon’s last day in L.A. together, and her eventful life becomes the creative inspiration Ben has always sought for his novel. Over time and amidst the various relationships and tribulations of their own separate lives, they continue to meet on the same date every year. Until one day Fallon becomes unsure if Ben has been telling her the truth or fabricating a perfect reality for the sake of the ultimate plot twist.

Uma das coisas mais interessantes desse livro é como ele é montado. Cada parte no lugar certo, definitivamente não teria o mesmo impacto se conhecêssemos apenas a visão da Fallon da história. E é por isso além da diagramação ser perfeita, os capítulos são alternados entre Ben e Fallon como narradores.

Você começa a ler e você começa esperar que algo terrível aconteça e você  fica torcendo pra não ser tão terrível , que seja perdoável se acontecer. Porque você já gosta tando dela e tanto dele. E passagem de tempo entre uma parte e outra é de um ano e muita coisa pode acontecer durante um ano. E então quando algo acontece, uma angústia te consome, e parece que tudo sai tão atropelado que você não sabe o que pensar.

Então você espera.

Você respira, mas ainda falta ar. Então você poderia terminar o livro em três dias. Mas você não quer, você pode não suportar. Você para e termina o livro só no outro dia.

Porque é algo tão verdadeiro que chega a ser inesperado de tão óbvio. E é assim que personagens imperfeitos se tornam perfeitos. Porque são reais, e vivem situações que se você tiver visão, são muito comuns.  Mas é claro que estamos falando de ficção, Ben e Fallon  não existem realmente. O que seria um ponto negativo é a chance de algo assim, acontecer com uma atriz de 16 anos que teve sua carreira destruída depois de ficar desfigurada após um incêndio.  Mas mesmo que isso nos distancie, as referências aos livros e filmes atuais dão um toque pessoal que parece que Fallon e Ben são seus amigos da faculdade e são tão reis quanto você.

Fiquei com vontade de ler os outros livros da Colleen Hoover. E com certeza o dia 9 de novembro se tornou marcante.

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s